Plantas carnivoras

 As plantas carnívoras são na sua maioria encontradas em locais com abundância de água, principalmente quando vêm as chuvas a água escorre levando com ela uma parte dos minerais e também folhas secas e outras matérias que se permanecessem no solo iriam se decompor e adicionar mais minerais, ocorrendo esta "limpeza" no solo, o mesmo torna-se um meio ácido, muito pouco nutrido, o que torna a técnica habitual das raízes absorverem nutrientes juntamente com a água ineficaz. Estas plantas viram-se obrigadas a evoluir e transformar as suas folhas em poderosas armadilhas, para assim ir buscar os nutrientes a uma fonte mais abundante no seu meio, os insectos.

 Criando mecanismos de atracção como odores, gotas brilhantes de muco e néctar tornam-se irresistíveis à curiosidade tanto humana como animal. As armadilhas de várias formas e tamanhos acabam por ser capazes de capturar as mais diversas criaturas. Existem plantas carnívoras com armadilhas minúsculas que quase passam despercebidas a olho nu e que capturam pouco mais que pequenos microorganismos e embora as presas mais comuns sejam insectos, daí que facilmente se torne presumível que estas plantas seriam insectívoras, na realidade quando nos deparamos com armadilhas de maiores dimensões como é o caso de algumas espécies de Nepenthes torna-se possível a captura e digestão de outros animais como pássaros e ratos, não deixando margem para dúvida de que estamos perante puro carnivorismo.